Review Phantom Dust

Análises dos jogos de Xbox One feitas por jogadores, como você.
freedowsRoO
Mensagens: 118
Curtidas: 125
GamerTag: freedowsRoO
GamerScore: 88346
Estado: Mato Grosso
Contato:

Seg Mai 29, 2017 5:59 pm  

Imagem

FINALMENTE zerei Phantom Dust e posso dar minha visão sobre o game! Nunca havia jogado o jogo e graças a seu relançamento puder conhecer essa "master piece" esquecida do xbox classic.

Enredo
“A história começa com um grupo de humanos lutando até chegar num local onde contém duas cápsulas que estão numa estrutura que parece um arco sobre um enorme buraco. Um narrador descreve o estado do planeta: A Terra está destruída, e seus habitantes sofrendo de amnésia, vivendo embaixo da terra para escapar dos monstros e da misteriosa poeira que cobre a superfície.

Os Espers, um grupo de humanos com a habilidade de controlar a poeira(Dust) para criar uma variedade de poderes, vão para a superfície em busca da "Ruína"(Ruins), uma memória presa nas mentes de todos que vivem no subterrâneo.”

Você controla um dos personagens encontrados nas capsulas e é ai que sua aventura começa....

Bem intrigante não? O CG inicial já nós deixa intrigados e cheio de perguntas, como surgiu essa névoa? Quem é o seu personagem? Por que todos os que vivem debaixo da terra tem a mesma visão de um lugar? São algumas de várias perguntas que me deixou curioso e com vontade de jogar mais para descobrir.

Jogabilidade
O jogo te deixa caminhar livremente dentro de sua base e conversar com os NPC's porém o sistema de missões apesar de sempre ficar mais desafiador em um determinado momento se mostrou cansativo e repetitivo, o único jeito de se avançar na história é aceitando missões que te "transportam" diretamente para um combate (igual aos clássicos RPGs de turno) e depois de umas 20h de jogo foi perdendo um pouco do brilho pois você acaba ficando em um "loop" infinito, conversa com os NPC's e combate, você quer saber o que vai acontecer na história mas antes tem que fazer 10 lutas para poder avançar na historia, ai avança na história e mais trocentos combates para avançar mais um pouco e assim por diante.

Agora vamos falar sobre os sistema de combate, em um primeiro momento achei um pouco complicado os combates porém você vai pegando o jeito da coisa e descobre que não adianta cair na pancadaria sem estratégia nenhuma.

Para o combate você deve montar seu "deck" de habilidades, pois no jogo a poeira(Dust) pode ser trabalhada e transformada em poderes esses poderes são armazenados em capsulas então você tem que escolher as habilidades que mais te agradam e montar seu deck de habilidades e é aqui que o jogo se torna genial (quem conhece Magic vai entender o que digo) o jogo conta com DIVERSOS tipo de poderes das mais variadas formas, ataque, defesa, buff, debuff, poderes que afetam 1 jogador ou até todos jogadores em "campo", sendo assim você tem N possibilidades de montar o seu deck para arrebentar tanto no single player quanto no MP.

Pode parecer fácil no começo mas os combates vão ficam cada vez mais desafiador e cada vez mais exige você conhecer seu "deck" e o tipo de habilidade que vai usar para determinados inimigos, a estratégia já começa na montagem do deck.

No meu caso, já estou com 3 deks, 1 focado em longa distancia, um em média e curta e um em média distancia com buffs de força.

Trilha sonora
Sem comentários, a trilha é bem boa como todos os jogos japoneses da época.

Gráficos
Não tem muito o que dizer é um jogo "velho", não refizeram a parte gráfica do jogo mas o jogo renderiza tudo a 1080p no XONE e chega a renderizar a 4K no PC sendo assim fica bem bom não é nada grotesco como estão dizendo por ai, apenas os CGs que manterão a qualidade original(400p).

Resumindo o jogo é muito bom! É uma "brisa nova" nessa geração com poucos jogos realmente inovadores e apesar dos contras que citei a vontade de saber mais e desvendar a história me motivou para continuar jogando e isso é um ponto mais que positivo.

O jogo é datado? É sim! Mas não deixem isso afastar vocês! Fiquei bem interessado e ansioso em imaginar esse jogo todo refeito para nova geração, com gráficos e jogabilidades aprimoradas, mapas maiores e com mais inimigos ia ser com certeza sensacional!

Vou deixar aqui um fórum onde tem muita informação, decks e tutoriais para quem se interessar:
http://phantomdusted.com/
[<)] "Eu não jogo vídeo game, jogo XBOX!! " [<)]
Imagem

Senta a pua
Mensagens: 86
Curtidas: 85
GamerTag: Senta a pua
GamerScore: 62172
Estado: Bahia

Ter Mai 30, 2017 6:09 pm  

Vou colocar também minhas impressões.

Estou jogando e o jogo é bom. Mas ao mesmo tempo deixa um sentimento estranho e ruim. Mas tem algo nele que me faz querer continuar jogando.

Poderia ser melhor? Claro. Mas temos que levar em conta que é um jogo antigo. Por exemplo, isso de ficar indo de um lado pra outro na base pra descobrir alguém pra te dar uma missão é bem incômodo pros dias atuais e sem graça, na minha opinião. Os mapas das missões são basicamente 3 que se alternam nos primeiros 4 atos, o que é repetitivo. Não são mapas complexos ou grandes, mas é compreensível diante do fato de serem bem destrutíveis e revolucionários (suponho) pra sua época. Depois surgem outros mapas mais interessantes. O gráfico é um gráfico da época do Xbox Original rodando em 1080p, logo, não dá pra esperar muito. Mas pra mim que não tive o primeiro console da MS e sim o PS2, achei o gráfico melhor do que a maioria dos jogos que joguei no console da Sony (claro que temos que levam em conta que tá em 1080p).

Mas então por que continuo jogando Phantom Dust se o jogo é repetitivo, graficamente fraco e com um sistema de diálogos chato? Aí é que entram os pontos positivos do jogo: 1) o jogo é inovador na jogabilidade até para os tempos de hoje. Cada capitulo vai adicionando novos elementos complexos que podem mudar completamente a sua estratégia no campo de batalha. Criar deus decks é interessante também. 2) A história é sombria e enigmática, vai surpreendendo à medida em que você progride no jogo. 3) O jogo tem carregamento praticamente instantâneo. Tanto que não consigo ler as dicas que aparecem de relance no carregamento dos mapas. kkkkk 4) É free!

Então é isso. Acho que muita gente abandonou o jogo nos primeiros minutos, sem ter a chance de progredir na história e na jogabilidade. (praticamente todas as conquistas são diamante ainda). Confesso que não é um jogo que qualquer um curta e que muitas vezes não sei porque ainda jogo ele. É bom e é ruim ao mesmo tempo hahahaha.

Ia gostar de ver este jogo aprimorado aos tempos atuais. Tem muito potencial.

Spoiler:
Pronto, agora deixa eu voltar pra(s) Freia(s) que tão me dando uma dor de cabeça da zorra!
Imagem

freedowsRoO
Mensagens: 118
Curtidas: 125
GamerTag: freedowsRoO
GamerScore: 88346
Estado: Mato Grosso
Contato:

Qua Mai 31, 2017 8:22 am  

Senta a pua escreveu:
Spoiler:
Pronto, agora deixa eu voltar pra(s) Freia(s) que tão me dando uma dor de cabeça da zorra!


Poooo cara.... fica sussa que só piora! kkkkkkk... Vai ver uma missão que o inimigo troca os seus direcionais, você aperta pra frente e vai para trás, aperta para direita e vai para esquerda kkkkkkkkkkk e nem é Boss Fight [-:)]
[<)] "Eu não jogo vídeo game, jogo XBOX!! " [<)]
Imagem

Felipevasco
Mensagens: 131
Curtidas: 163
GamerTag: felipevasco31
GamerScore: 51836
Estado: Rio de Janeiro

Sáb Jun 03, 2017 3:57 pm  

Achei o jogo interessante, só achei a jogabilidade um pouco complicada. Com certeza uma nova versão mais atualizada para os dias atuais pode dar samba.
Imagem

  •   Informação
  • Quem está online

    Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante