Styx: Master of Shadows

Análises dos jogos de Xbox One feitas por jogadores, como você.
Felipevasco
Mensagens: 131
Curtidas: 163
GamerTag: felipevasco31
GamerScore: 52326
Estado: Rio de Janeiro

Seg Ago 21, 2017 5:26 pm  

Imagem

Reflexão

Primeiramente gostaria compartilhar uma experiência pessoal: o jogo em questão estava aqui encostado e com um certo desdém resolvi testa-lo. Ao iniciar, no primeiro momento de dificuldade já pensei em desistir. Ainda bem que continuei... recentemente, pra mim, styx foi uma das jornadas mais gratificantes.

É impressionante como nós gamers nos limitamos a um mundo fechado, mesmo tendo em vista um mar de pluralidade ficamos agarrado ao hype; e com isso deixamos passar inumeras jóias que pipocam vez ou outra na indústria. É claro que essa é minha opinião pessoal, mas poderia ser a sua sobre determinado jogo "X" ou "Y". O bordão com ares de clichê: "teste um jogo por conta própria e tire suas próprias conclusões", afirmo categoricamente que é a mais pura verdade. Sem delongas, agora vamos ao que interessa.

Imagem

Um protagonista diferente

A princípio, o enredo gira praticamente em torno de um personagem principal "desmemoriado" e seu objetivo. "Styx" procura incansavelmente a árvore da vida. Ela produz o amber, substância que concede a habilidade de criar clones, tendo assim bastante relevância na narrativa e também no gameplay.

A história iniciamente pode parecer um pouco amarrada, mas ela no decorrer vai se tornando intrigante e surpreendente. Há de se dar chance ao jogo, com um tempo as coisas vão se encaixando. Tanto a fábula quanto a sua mecânica requerem paciência. Um ponto bem positivo na narrativa é sua originalidade, é bom ver algo diferente tentando sair debaixo das asas da literatura "Tolkiana"; Chega de protagonismo elfo, humano ou anão, basta!

Imagem

Não espere muito do visual


Sim, o visual não é um primor. Styx é um game de 2014, praticamente um crossgen. Em letras miúdas: sua aparência é totalmente datada e o gráfico de uma forma geral não é bom; porém isso de forma alguma abala a experiência de jogo.

A arte é satisfatória... e, posso estar equivocado, mas o traçado me lembrou algo puxado pra arquitetura árabe. O importante é que efetivamente todo o cenário cai como uma luva para o gameplay, ou seja: o ataque nas sombras.

Imagem

Vá pela sombra


Simplesmente fiquei admirado com a mecânica furtiva do game. Pela primeira vez em um jogo stealth eu me senti com o total domínio sobre o terreno. Todo cenário é amplo, você simplesmente analisa qual melhor direção a tomar. Lugares seguros ou perigosos vão aparecendo ao acaso. Toda visão horizontal do Styx concede uma dinâmica de progressão e analises de riscos que geralmente não vemos em mapas abertos, tipo, o lado pra que se movimenta, qual rota escolher, os atalhos e esconderijos que vc pode acessar; Assassins Creed, Metal Gear, Hitman... tem muito o que aprender com Styx nesse sentido.

A IA dos inimigos também é invejável, uma simples caminhada pode ativar o radar de um inimigo. É de suma importância aproveitar-se de lugares escuros, apenas um discuido poderá chamar atenção de um guarda e consequentemente ele irá alertar os outros ao seu redor. É imprescindível analisar com calma o terreno, os locais seguros não aparecem de cara, mas eles existem. Com paciência certamente você encontrará um refúgio, mas cuidado com as armadilhas; no meio do caminho pode haver um balde, uma vassoura ou uma garrafa colocada estrategicamente pra denunciar a sua posição.

O game tem uma curva de aprendizado um pouco demorada - fato que a primeira vista pode afastar muitos potenciais jogadores.
As skills levam um bom tempo para serem desbloqueadas, sinceramente gostaria que durassem menos. Você tem a disposição algumas habilidades, elas serão de muita utilidade no decorrer da campanha. Os ataques furtivos do goblin são bem bacanas, e não pense que são fáceis, é prudente analisar bem a movimentação dos inimigos antes de executa-los. Os saltos da criatura poderiam ser mais precisos, e chegar aos locais mais altos pode dar trabalho, mas com tempo pegamos o jeito. Apesar de ser bem menos usual, o combate direto não é bom, mas certamente você pouco precisará dele. Ele é difícil de executar, pois você precisará defender o golpe inimigo no momento certo e em seguida contra-atacar.

Veredito

Styx é brilhante no que se propõe, me senti um verdadeiro agente das sombras.
A movimentação é certamente o ponto forte, se esgueirar pelas paredes, entrar debaixo de uma mesa, escorar-se ante a uma coluna... É uma sensação muito gostosa de praticar, diria que isso é toda essência da furtividade; nesse quesito Styx é pura maestria.
O gráfico deixa desejar, mas o gameplay tomou tanto a minha atenção que quase não parei pra olhar o visual.
Uma pequena crítica que dou é em relação aos objetivos secundários, creio que poderíamos ter bem mais tarefas adicionais até para um melhor proveito de todo horizonte que o cenário proporciona.

Nota: 8,5
Editado pela última vez por Felipevasco em Ter Ago 22, 2017 12:07 pm, em um total de 4 vezes.
Imagem
Quem curtiu esta postagem:
jrbrunobarreto, rafaelgrn, freedowsRoO, HelderSR, Senta a pua

jrbrunobarreto
Mensagens: 296
Curtidas: 234
GamerTag: jrbrunobarreto
GamerScore: 89087
Estado: São Paulo
Contato:

Seg Ago 21, 2017 6:19 pm  

Parabéns pelo review muito bem escrito e didático.

Eu também compartilho dessa experiência de preconceito com esse jogo.

O meu também está aqui "encostado" aguardando a vez.

Jogos assim, sem muito apelo midiático, costumo deixar o atalho na guia inicial, assim toda vez que ligo o Xbox One estão lá me "olhando e apontando o dedo"....kkk.

Vou tomar vergonha e jogar logo.

Obrigado por compartilhar a experiência, valeu! [:^]
Imagem
Quem curtiu esta postagem:
Felipevasco

Felipevasco
Mensagens: 131
Curtidas: 163
GamerTag: felipevasco31
GamerScore: 52326
Estado: Rio de Janeiro

Seg Ago 21, 2017 6:35 pm  

jrbrunobarreto escreveu:Parabéns pelo review muito bem escrito e didático.

Eu também compartilho dessa experiência de preconceito com esse jogo.

O meu também está aqui "encostado" aguardando a vez.

Jogos assim, sem muito apelo midiático, costumo deixar o atalho na guia inicial, assim toda vez que ligo o Xbox One estão lá me "olhando e apontando o dedo"....kkk.

Vou tomar vergonha e jogar logo.

Obrigado por compartilhar a experiência, valeu! [:^]


Vlw pelas palavras brother.
Eu mesmo to adquirindo agora o hábito de não subestimar o jogos menos badalados.
Não custa nada dar uma chance, experimentar por conta própria e tirar minhas próprias conclusões. Além do mais, o bolso também agradece hehe.
Imagem
Quem curtiu esta postagem:
jrbrunobarreto

freedowsRoO
Mensagens: 118
Curtidas: 125
GamerTag: freedowsRoO
GamerScore: 89731
Estado: Mato Grosso
Contato:

Qui Ago 31, 2017 8:34 am  

Que bacana o review, vou ver se dou outra chance para o jogo, eu joguei só o comecinho e acabei encostando.
[<)] "Eu não jogo vídeo game, jogo XBOX!! " [<)]
Imagem
Quem curtiu esta postagem:
Felipevasco

  •   Informação
  • Quem está online

    Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitante